Rosetta deteta água gelada no cometa 67P

Até agora só se tinham visto pequenos cristais de gelo à superfície

A sonda europeia Rosetta detetou amplas regiões com água gelada na superfície do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, no qual até agora só se tinha encontrado o rastro de pequenos cristais de gelo, revela hoje a revista Nature.

De acordo com um estudo publicado pela revista, a partir de observações em luz infravermelha, cientistas do Instituto Nacional de Astrofísica de Itália (INAF) observaram gelo abundante na região do cometa batizada como Imhotep.

A missão Rosetta já tinha detetado vapor de água em 67P, e sabe-se que a água é um dos maiores constituintes do núcleo do cometa.

O cometa não apresentava até agora regiões com gelo exposto à superfície, e parecia coberto com um material escuro, seco e refratário.

Os investigadores acreditam que essa superfície está formada por pedaços de gelo de cerca de um milímetro de tamanho, resultado de uma condensação do vapor.

A sonda da Agência Espacial Europea (ESA) orbita desde agosto de 2014 em torno do corpo celeste, onde chegou após ter viajado dez anos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".