Red Bull impede trânsito em dezenas de ruas de Gaia de sexta-feira a domingo

Os condicionamentos abrangem as avenidas Diogo Leite, Ramos Pinto, Manoel de Oliveira e Mestre José Rodrigues, além do tabuleiro inferior da ponte Luiz I

A realização do Red Bull Air Race, sobre o rio Douro, vai implicar interromper o trânsito em dezenas de ruas da zona ribeirinha de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, a partir de sexta-feira.

De acordo com informação disponível na página da internet da Câmara de Gaia, o trânsito vai ser interrompido entre as 8:00 e o fim da tarde, até domingo, desde a zona da Afurada até à ponte do Infante.

Os condicionamentos abrangem as avenidas Diogo Leite, Ramos Pinto, Manoel de Oliveira e Mestre José Rodrigues, além do tabuleiro inferior da ponte Luiz I.

Será também proibido circular no largo da Cruz, nos cais de Gaia, da Fontinha, Capelo e Ivens, do Cavaco e do Lugan, nas ruas Cabo Simão (a partir da rua do Registo), Gonçalves Zarco, Rodrigues de Freitas, Rocha Leão, Jau, Luís de Camões, Fervença, Pilar, General Torres (entre rua Dr. Daniel Serrão e o largo Luiz I), Choupelo e do Bairro da CP.

A realização desta prova, cujos aviões de acrobacia terão que cumprir um percurso entre obstáculos colocados no rio, entre as pontes Luiz I e Arrábida, implica também o corte do trânsito nas vias da Misericórdia e Rosa Mota, bem como nas ruas da Praia, de São Pedro, do Cavaco, 28 de Janeiro, Rei Raimundo, Grémio da Prosperidade, André de Castro, Pereira da Costa, José Guimarães, José Falcão, Dr.º António Granjo e Serpa Pinto.

Estarão ainda interrompidas ao trânsito as ruas Dom Afonso III, Dona Leonor de Freitas, Valente Perfeito e Abílio de Azevedo, onde será proibido circular no sentido sul/norte (descendente).

Entre sexta-feira e domingo, acrescenta a autarquia, "também será proibida a circulação no perímetro interior delimitado pelos arruamentos assinalados".

A Câmara de Gaia refere que o estacionamento será igualmente proibido nos cais do Lugan, do Cavaco, Cais Capelo e Ivens, da Fontainha, de Gaia, nas avenidas Ramos Pinto e Diogo Leite, nas ruas Serpa Pinto, do Cavaco, Rei Ramiro, Pereira da Costa, Cândido dos Reis e General Torres.

Também não se poderá estacionar nas vias da Misericórdia e Rosa Mota, bem como na avenida Manoel de Oliveira.

A Red Bull Air Race estreou-se em Portugal em 2007, no Porto, sobre o Douro, mantendo-se no calendário até 2009. De acordo com o presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, são esperados mais de um milhão de espetadores nos dois dias de ação (sábado e domingo).

A Red Bull Air Race World Championship foi criada em 2003.

JAP

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.