Recluso ao fim de semana, assaltante à segunda-feira

O ladrão de 39 anos foi surpreendido pela PSP a assaltar um supermercado às 00.30, em Águas Livres (Amadora). Tinha acabado de vir da cadeia do Linhó, onde cumpre prisão aos fins de semana

A PSP da Amadora foi alertada para um assalto a um supermercado em Águas Livres (Amadora), ás 00.30 de hoje, e surpreendeu, em flagrante delito, o ladrão a sair pela janela de vidro da porta do estabelecimento. Janela que tinha partido. No exterior do supermercado, o suspeito já tinha dois carrinhos de compras e um saco cheios com os mais variados produtos: desde gel de banho, toalhitas, sabonetes, loção de barbear e creme de depilação até cafés, óleos de fritar, mortalhas e filtros, chupa chupas. Fonte policial adiantou ao DN desconhecer se o suspeito pretendia abastecer toda a família ou se os produtos eram só para si.

Mas a maior surpresa estava para vir: os agentes constataram que o homem tinha acabado de vir do Estabelecimento Prisional do Linhó (Sintra), onde cumpre a prisão por dias livres (o regime de cadeia ao fim de semana para pequenos crimes). Há nove meses que está a cumprir a pena de 36 fins de semana por pequenos crimes, nomeadamente furtos, sendo que durante esse tempo já terá cometido outros assaltos durante a semana, para além deste último ao supermercado. Só desde o início deste ano já é suspeito em mais quatro assaltos.

O objetivo do programa de prisão por dias livres (pdl) é favorecer a integração social dos reclusos. Neste caso, parece haver mais uma reintegração do homem no mundo do crime do que uma inserção na sociedade. O suspeito iria hoje ser presente ao juiz para ouvir a medida de coação.

Exclusivos