Previsão de mau tempo leva Câmara do Porto a cortar trânsito na avenida Carlos I

Avenida vai estar também interdita a peões entre esta quinta-feira e o próximo sábado

A Câmara do Porto vai efetuar cortes de trânsito e impor a interdição a peões na avenida Carlos I entre hoje e sábado, devido à previsão de condições meteorológicas adversas e forte agitação marítima, foi hoje anunciado.

Através do seu portal de notícias na Internet, a Câmara do Porto refere que irá implementar estes cortes naquela avenida marginal da cidade "por questões de segurança".

"Segundo informações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê-se a partir das 21:00 de hoje agitação marítima com ondulação de noroeste a variar entre os quatro e cinco metros, agravando para entre nove a 11 metros durante a madrugada" de sexta-feira, escreve a autarquia.

A Câmara adianta ainda que "prevê-se que esta situação se prolongue até ao final da manhã de sábado".

"A Proteção Civil do Porto recomenda à população que tome as devidas precauções, com especial cuidado na circulação junto de zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros", conclui.

Face às previsões, a Proteção Civil diz que poderão ocorrer "eventuais dificuldades com embarcações e possibilidade de acidentes junto à costa devido à agitação marítima", bem como "a eventual formação de lençóis de água no piso" e "a possibilidade de cheias rápidas em meio urbano".

Além de forte agitação marítima, as previsões meteorológicas apontam ainda para a ocorrência de chuva por vezes forte e vento com rajadas até 75 quilómetros/hora no litoral, entre as 18:00 e o final do dia de hoje.

Ler mais

Exclusivos

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.