Piloto da TAP engana-se na pista. "Incidente grave" em investigação

Avião já tinha percorrido quase um quilómetro quando manobra de descolagem foi interrompida

Um piloto de um avião da TAP está sob investigação em França depois de se ter enganado na pista no aeroporto de Nice. O caso está a ser investigado pelo Bureau d'Enquêtes et d'Analyses, que considera este um "incidente grave".

De acordo com a informação avançada num comunicado por este organismo, o incidente ocorreu na noite de 6 de novembro, o avião iniciou a descolagem numa pista taxiway, paralela à pista de onde deveria efetuar essa manobra, tendo percorrido cerca de 900 metros e atingido uma velocidade de 170 quilómetros/hora. Alertado pela torre de controlo, o piloto abortou a descolagem e deslocou o aparelho para a pista certa, paralela àquela em que se encontrava, para descolar.

Este erro não resultou em consequências graves, mas é considerado grave pelas autoridades de aviação, que investigam o sucedido.

Segundo a France 3 Provence-Alpes-Côte d'Azur, a pista inicialmente utilizada pelo piloto é uma antiga pista de descolagem daquele aeroporto, mais larga que as taxiways habituais.

De acordo com o Público, trata-se de um voo da responsabilidade da Portugália, uma subsidiária da TAP.

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".