Passadiço da praia de Monte Gordo será alargado até ao Guadiana

O passadiço de Monte Gordo foi inaugurado hoje e será um dos maiores de Portugal

A Câmara de Vila Real de Santo António vai inaugurar hoje o passadiço da praia de Monte Gordo, que vai alargar em mais quatro quilómetros, tornando-o numa das maiores estruturas pedonais do género em Portugal, anunciou o município.

A inauguração da primeira fase da construção do passadiço de madeira da praia algarvia "está concluída" e permitiu elevar a passagem para preservar o cordão dunar numa extensão de três quilómetros, "garantindo o acesso ao areal a partir de cada um dos parques de estacionamento da marginal" da zona balnear do concelho de Vila Real de Santo António, no distrito de Faro.

"A partir de outubro, segue-se a segunda fase de construção do passadiço entre Monte Gordo e a Praia de Santo António, já na foz do Rio Guadiana. Nesta fase, serão construídos mais quatro quilómetros de passadiço, o que o tornará na maior estrutura do género no Algarve, com um total de sete quilómetros", antecipou o município à agência Lusa.

Esta nova construção vai seguir a linha de costa entre Monte Gordo e Vila Real de Santo António e "terá ainda o magnífico enquadramento natural da mata nacional das dunas litorais", considerou a autarquia, precisando que a estrutura vai ser "iluminada em toda a extensão, tal como já o é no primeiro troço".

"Além de constituir o maior passadiço pedonal do Algarve, será também um dos maiores do país", sublinhou a Câmara de Vila Real de Santo António, quantificando o montante total investido na construção dos primeiros três quilómetros em um milhão de euros, verba idêntica à que será gasta na segunda fase dos trabalhos e que também será suportado pelo município, com comparticipação de fundos comunitários.

A autarquia algarvia frisou que o passadiço terá altura média do areal ao deck de 1,60 metros, permitindo "a requalificação do cordão dunar em toda a frente de praia e, no caso da frente urbana da Praia de Monte Gordo, a sua formação".

A Câmara de Vila Real de Santo António recordou que os restaurantes da praia de Monte Gordo vão permanecer em funcionamento na época balnear e, a 18 de outubro, inicia-se a "construção dos novos apoios de praia em Monte Gordo, tal como acordado com os concessionários", para executar a "segunda fase da obra de requalificação da praia de Monte Gordo".

"Os 18 novos apoios de praia ficarão ao mesmo nível do passadiço e com vista para o areal, sendo acessíveis quer através do corredor central, quer da Avenida Marginal", acrescentou o município.

A requalificação da praia de Monte Gordo está a ser realizada por "imposição do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura - VRSA, que prevê a criação de acessos e estruturas de apoio que não colidam com o cordão dunar" e os trabalhos são "responsabilidade da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), embora coordenada pelo município de VRSA", que assume também o custo da obra, referiu ainda a autarquia.

A inauguração começa às 18:30, com o hastear da bandeira azul, e seguem-se as intervenções das autoridades responsáveis pelos trabalhos. Depois há uma festa "sunset" até às 00:00, hora de início de um espetáculo de fogo de artifício, anunciou ainda a autarquia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.