Olha um parque eólico. Que bom sítio para um slalom!

Piloto da Red Bull Air Race voou a 300 km/h entre as 11 turbinas de vento do Tauern Wind Park

O parque eólico mais alto da Europa, o Tauern Wind Park, na Áustria, a 1900 metros acima do nível do mar, foi cenário de um impressionante feito acrobático: um slalom aéreo entre as 11 torres das turbinas.

O piloto profissional Hannes Arch, ex-campeão da famosa Red Bull Air Race, foi o autor da proeza, ao contornar as torres a mais de 300 quilómetros por hora.

A ideia foi do próprio: "Quando se tem um parque eólico destes perto de casa e se passa por lá com frequência, é natural querer voar entre as torres", disse.

O maior desafio, descreveu, prende-se com o facto de as estruturas, que têm cerca de 60 metros, estarem construídas sobre montanhas, ou seja, em alturas variáveis.

O resultado foi gravado em vídeo e publicado online pela Red Bull, como pode ver acima.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Globalização e ética global

1. Muitas das graves convulsões sociais em curso têm na sua base a globalização, que arrasta consigo inevitavelmente questões gigantescas e desperta paixões que nem sempre permitem um debate sereno e racional. Hans Küng, o famoso teólogo dito heterodoxo, mas que Francisco recuperou, deu um contributo para esse debate, que assenta em quatro teses. Segundo ele, a globalização é inevitável, ambivalente (com ganhadores e perdedores), e não calculável (pode levar ao milagre económico ou ao descalabro), mas também - e isto é o mais importante - dirigível. Isto significa que a globalização económica exige uma globalização no domínio ético. Impõe-se um consenso ético mínimo quanto a valores, atitudes e critérios, um ethos mundial para uma sociedade e uma economia mundiais. É o próprio mercado global que exige um ethos global, também para salvaguardar as diferentes tradições culturais da lógica global e avassaladora de uma espécie de "metafísica do mercado" e de uma sociedade de mercado total.