O Paracetamol pode causar infertilidade nos homens

Estudo revela que homens com altos níveis deste medicamento no organismo têm menos 35% de probabilidades de terem filhos

Homens com elevados níveis de paracetamol no organismo têm mais dificuldades em ter filhos. A conclusão, divulgada esta quinta-feira, é do Instituto Nacional de Saúde norte-americano, que realizou um estudo que estabelece uma ligação entre o medicamento e a infertilidade masculina.

Segundo os especialistas, casais em que o homem tenha altos níveis de paracetamol na urina demoram mais tempo a conceber e têm menos 35% de probabilidades de terem filhos do que casais em que os níveis de paracetamol na urina do homem sejam baixos.

O paracetamol, ou acetaminofeno, é um medicamento analgésico e antipirético, isto é, usado para combater dores musculares e para reduzir a febre, que não precisa de prescrição médica. O acetaminofeno também é produzido quando o corpo decompõe a anilina, um químico usado para fazer borracha, pesticidas e agentes presentes nos alimentos e em cosméticos.

"Neste momento, as nossas investigações têm de ser comprovadas por estudos futuros e não há motivo para alarme", afirmou Melissa Smarr, uma das autoras do estudo no comunicado do Instituto Nacional de Saúde.

A investigadora explicou que é possível que os homens com elevados níveis tenham sido expostos ao paracetamol ou à anilina por outro meio, para além da comum ingestão de comprimidos. A exposição ambiental é uma das hipóteses e, por isso, este estudo vai ter implicações sobre a exposição ao paracetamol considerada aceitável, continua o comunicado.

O estudo tinha como objetivo determinar como causas externas e o estilo de vida afetam a probabilidade de ter filhos. Foram acompanhados 501 casais entre os 18 e os 44 anos entre 2005 e 2009.

Exclusivos