Nunca ninguém tinha visto Júpiter com tanto pormenor

Novas imagens do telescópio Hubble permitiram criar um vídeo do planeta gigante em Ultra HD

"De cada vez que olhamos para Júpiter, temos novas pistas de que se passa qualquer coisa mesmo entusiasmante. E esta vez não foi exceção". É a cientista planetária Amy Simon quem o diz, no comunicado que acompanha o lançamento do vídeo de Júpiter com a definição mais alta de sempre.

A NASA construiu o novo vídeo, em definição Ultra HD, ou 4K, a partir de novas fotografias tiradas pelo telescópio Hubble. As imagens permitem ver com mais pormenor que nunca os acontecimentos atmosféricos no planeta gigante, desde os seus ventos ciclónicos às mudanças na sua composição química.

As imagens foram disponibilizadas no YouTube com uma definição mais baixa, mas é possível fazer o download do vídeo em 4K no site da NASA.

Com uma das câmaras de alta definição do Hubble, Amy Simon e a sua equipa no Goddard Space Flight Center da NASA construíram os vídeos agora divulgados. Nas imagens, entre outros pormenores curiosos, é possível ver a Grande Mancha Vermelha de Júpiter, mais redonda e pequena do que nos anos anteriores, em que tem vindo sempre a encolher.

A mesma equipa também fez observações em alta definição das atmosferas dos planetas Neptuno e Urano, que estarão brevemente disponíveis, e Saturno vai seguir-se na lista. Estes retratos dos planetas em alta definição vão tornar-se numa tradição anual na NASA, revela a agência espacial norte-americana, integrados num programa chamado Outer Planet Atmospheres Legacy (Legado das Atmosferas dos Planetas Exteriores).

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Sociedade
Pub
Pub