Mulher de 35 anos detida por violência doméstica em Rio Tinto

Mulher agrediu o marido e os agentes da polícia chamados ao local

Uma mulher de 35 anos foi detida em Rio Tinto por ter agredido com uma chávena o marido e por ter injuriado e batido com "socos e pontapés" agentes da polícia, informou hoje a PSP do Porto.

A agressora, mãe de um menor de idade, e com problemas de toxicodependência e psiquiátricos, terá agredido o marido no interior da residência em Rio Tinto, concelho de Gondomar, com "uma chávena", tendo cortado a mão do companheiro, que teve de receber primeiros socorros no local, disse à Lusa fonte das relações públicas da PSP do Porto.

A vítima, de 36 anos de idade, pediu socorro e quando os agentes da polícia chegaram ao local, testemunharam a agressora a arremessar uma faca contra o companheiro, embora a arma branca não tenha chegado a atingir a vítima, acrescenta a mesma fonte.

Durante o decurso da operação policial que tentou "esclarecer a situação", a agressora reagiu com "agressividade" atacando os agentes da polícia com "socos e pontapés" e lançando-lhes injúrias, o que levou a que uma agente da PSP tivesse mesmo de ser levada ao hospital para receber tratamentos médicos por ferimentos ligeiros, acrescentou fonte policial.

A suspeita, que foi detida, na quinta-feira, pelas 15:00, vai ser hoje presente às autoridades judiciárias.

Tanto a vítima como a agressora estão desempregados, referiu a mesma fonte policial.

A PSP anunciou também hoje em comunicado que durante uma operação policial desencadeada entre as 07:00 de quinta-feira e as 07:00 de hoje deteve um homem de 36 anos de idade por posse de quatro armas elétricas "dissimuladas de lanterna" e que são consideradas "armas ilegais".

O homem, com a profissão de serralheiro civil, foi detido na quinta-feira passada, pelas 17:00, na Rua de Gonçalo Cristóvão, Porto, durante uma ação de prevenção criminal e as armas foram apreendidas, acrescentou a PSP em comunicado de imprensa enviado à comunicação social.

Exclusivos