Metro do Porto reforça operação "ao máximo" para a Red Bull

A Metro do Porto anunciou hoje o reforço da operação para responder à procura esperada para o Red Bull sobre o Douro, no sábado e no domingo, com "a circulação de veículos duplos em todas as linhas".

"A rede do metro reforça a oferta ao máximo para responder à procura dos espetadores que vão assistir à prova nas margens do Douro, no Porto e em Vila Nova de Gaia, estimada em um milhão de pessoas, afirma a empresa.

Além da circulação de veículos duplos em todas as linhas da rede, a Metro do Porto prevê uma maior frequência de passagens, entre as 15:00 e as 20:00, na Linha Amarela (D), com um tempo médio de espera de seis minutos.

No tronco comum às linhas Azul (A), Vermelha (B), Verde (C), Violeta (B) e Laranja (F) "são acrescentadas três passagens/hora em complemento Às circulações previstas para o troço Senhora da Hora/Estádio do Dragão".

No total, a Metro do Porto terá 86 composições (das 102 que compõem a sua frota), "preparadas e disponíveis para garantir mobilidade total".

A realização de mais uma etapa desta competição de aviões de acrobacia no Porto, que terão de cumprir um percurso entre obstáculos instalados no rio entre as pontes Luiz I e Arrábida, obriga a cortes de trânsito em inúmeras vias das duas cidades vizinhas, designadamente nas suas zonas ribeirinhas.

As autoridades envolvidas neste evento têm vindo a apelar ao uso de transportes públicos para aceder aos locais de onde se poderá ver o evento, que começa na sexta-feira, com treinos livres, e decorre até domingo.

"Devido ao aumento significativo de clientes nos dois dias de prova, é recomendável a aquisição ou carregamento antecipados de títulos de viagem Andante", conclui a Metro do Porto.

Também a CP vai disponibilizar meio milhão de lugares nos comboios urbanos do Porto no sábado e no domingo, durante o Red Bull Air Race, triplicando a oferta habitual em fins de semana.

A organização do evento sugere como "melhores locais para assistir ao evento" junto ao rio Douro, nas margens do Porto e de Gaia, jardins do Palácio de Cristal, miradouro da Vitória, zona da Sé, passeio das Virtudes, miradouro da Batalha, Arrábida Shopping, miradouro da Serra do Pilar e miradouro do jardim do Morro.

É ainda recomendado "ir cedo para a área que escolheu para assistir à competição".

Os cortes de trânsito em dezenas de artérias do Porto e de Gaia são impostos a partir de sexta-feira e até domingo, entre as 08:00 e as 20:00.

A Polícia Municipal do Porto disponibiliza o número de telemóvel 932225198 para prestar esclarecimentos sobre todos os condicionamentos e cortes de trânsito em vigor durante o evento.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.