Homem suspeito de ter matado a mulher, suicidando-se de seguida

A GNR afirmou que já havia um "historial de desavenças" entre o casal

Um homem de 55 anos é suspeito de ter matado hoje a tiro a mulher, de 49 anos, em Montes Velhos, no concelho alentejano de Aljustrel (Beja), suicidando-se de seguida, disseram a GNR e os bombeiros.

Fonte do Comando Territorial de Beja da GNR disse à agência Lusa que se trata de "um presumível homicídio, seguido de suicídio", envolvendo dois portugueses.

"A vítima é uma senhora, de 49 anos, e o alegado agressor, o seu marido, de 55 anos", acrescentou a fonte.

O homem, segundo a Guarda, terá matado a mulher a tiro com uma arma caçadeira, suicidando-se da mesma forma.

O caso aconteceu em Montes Velhos, na freguesia de S. João de Negrilhos, no concelho de Aljustrel, tendo os bombeiros recebido o alerta às 12:28, acrescentou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.

O alerta, explicou à Lusa a fonte da Guarda, foi "dado por um vizinho, que telefonou para o 112".

No sábado, acrescentou, a GNR apreendeu "duas armas de fogo a este homem", além de que, entre o casal, já havia "historial de desavenças".

A investigação deste caso vai agora ser entregue pela GNR à Diretoria do Sul da Polícia Judiciária (PJ), de Faro.

Para o local da ocorrência foram mobilizados cinco operacionais, apoiados por duas viaturas dos bombeiros e da GNR.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.