Lisboa terá novo hospital em janeiro de 2023

Hospital de Lisboa Oriental contará com investimento previsto de 400 milhões de euros. Será parceria público-privada para a construção

Pela terceira vez, foi apresentado o projeto do novo Hospital de Lisboa Oriental. O projeto, que antecede o lançamento do concurso público Internacional, já foi entregue aos ministérios da Saúde e das Finanças. A estimativa é que o hospital abra em janeiro de 2023 e implique um investimento de 400 milhões de euros, dos quais 300 milhões são para construção e manutenção.

Segundo Manuel Delgado, secretário de Estado da Saúde, a criação da nova unidade, que foi anunciada pela primeira vez em 2008, "vai permitir uma poupança de 68 milhões de euros por anos" com o aumento da eficiência do Centro Hospitalar Lisboa Central, atualmente dividido por seis hospitais entre os quais S. José e Santa Marta.

Ainda de acordo com o responsável, o novo Hospital de Lisboa Oriental, que será construído na zona de Marvila, implicará um investimento de "400 milhões de euros, dos quais 300 milhões na construção e manutenção e 100 milhões na aquisição de equipamentos pesados".

A construção e manutenção serão uma parceria público-privada, num contrato válido por 30 anos. O equipamento pesado e gestão clínica ficam a cargo do estado.

As rendas ao consórcio responsável pela construção estão estimadas em 16 milhões de euros anuais, a pagar durante 27 anos. Vítor Almeida, coordenador da equipa da unidade técnica de acompanhamento de projetos do Ministério das Fnanças, adiantou que o terreno para construção conta com 130 mil metros quadrados e a área de construção será de 180 mil metros quadrados.

O lançamento do concurso Internacional está previsto para o segundo semestre deste ano, a seleção do vencedor para agosto de 2019 e a assinatura do contrato e início da construção para novembro de 2019. Estima-se que a inauguração aconteça em janeiro de 2023.

Ler mais

Exclusivos