Linha Azul do Metro vai funcionar "24 horas ininterruptamente" na noite de Santo António

O Metropolitano de Lisboa vai alargar, pela primeira vez, o horário de funcionamento na noite de Santo António, de 12 para 13 de junho, com a linha Azul a funcionar "24 horas ininterruptamente", disse hoje fonte da empresa.

"As estações da linha Azul abertas ao público serão: Santa Apolónia, Terreiro do Paço, Baixa Chiado, Restauradores, Marquês de Pombal, Jardim Zoológico, Colégio Militar e Pontinha", revelou à Lusa fonte do Metro de Lisboa, indicando que as restantes estações encerram no horário habitual, a partir das 01:00.

O prolongamento do serviço na linha Azul vai ser assegurado com a circulação de comboios de seis carruagens.

No âmbito do reforço do serviço de transporte nas Festas de Lisboa, o Metro de Lisboa recomendou a prévia aquisição dos títulos de transporte por parte de clientes menos frequentes e que não disponham de passe, sugerindo que a compra do bilhete na estação de origem.

Em anos anteriores, o Metropolitano garantiu o reforço do serviço de transporte nas três linhas existentes, mas encerrando sempre a partir das 01:00, conforme o horário habitual.

Além do Metro de Lisboa, a Carris, a Transtejo e a CP -- Comboios de Portugal também vão reforçar o serviço na noite de Santo António.

A Carris vai garantir mais autocarros na Rede da Madrugada, a partir das 00:30, com partida no Cais do Sodré e no Marquês de Pombal. O reforço vai abranger as carreiras: 201 -- Cais do Sodré -- Linda-a-Velha, 202 -- Cais do Sodré - Portas de Benfica/Sete Rios, 206 -- Cais do Sodré -- Lumiar, 207 -- Marquês de Pombal -- Lumiar, 208 -- Cais do Sodré -- Oriente e 210 -- Cais do Sodré -- Moscavide.

Em resposta à agência Lusa, fonte da Carris disse que "não existe um número definido de autocarros nem uma frequência", uma vez que "o reforço de autocarros vai depender do fluxo de passageiros, que não será constante ao longo das várias horas da noite".

A Transtejo vai disponibilizar "duas carreiras extra" nas ligações fluviais do Barreiro e de Cacilhas na madruga de véspera do feriado de Santo António, informou à Lusa fonte da empresa.

Na ligação Terreiro do Paço -- Barreiro, as duas carreiras extras vão realizar-se às 03:00 e às 04:00, mantendo ainda as viagens habituais da madrugada: 01:00, 02:00 e 05:40. Já a ligação Cais do Sodré -- Cacilhas vai ter um reforço às 03:00 e às 04:30, viagens que se juntam aos horários habituais da madrugada: 01:00, 01:40 e 05:40.

Em relação à CP -- Comboios de Portugal, o reforço das ligações em Lisboa é garantido com 14 comboios especiais com destino a Sintra, Cascais e Azambuja, na noite de Santo António, de 12 para 13 de junho.

Com habitual encerramento à 01:00, as ligações entre Lisboa e Sintra vão ter comboios especiais a partir da estação do Rossio desde a 01:30 até às 05:30 e com frequência de meia em meia hora, o que corresponde a nove viagens, revelou à agência Lusa fonte da empresa, explicando que o reforço visa corresponder à grande procura por parte dos passageiros.

Na linha de Cascais, os comboios vão arrancar da estação do Cais do Sodré às 02:30, 03:30 e 04:30, informou fonte da CP, acrescentando que, relativamente à Azambuja, os comboios vão circular a partir da estação de Santa Apolónia às 01:30 e 03:30.

Momento alto das Festas de Lisboa, a noite Santo António, de 12 para 13 de junho, traz às ruas da cidade não só lisboetas como também um grande número de visitantes para festejarem e participarem nos arraiais dos bairros populares e assistirem ao desfile das marchas na Avenida da Liberdade.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.