Presumível autor de fogo em Vale de Cambra apanhado em flagrante

O homem foi entregue à Polícia Judiciária

As autoridades detiveram em flagrante delito o presumível autor do incêndio florestal que deflagrou hoje de manhã em Vale de Cambra, disse o secretário de Estado da Administração Interna.

Segundo Jorge Gomes, que falava à RTP perto das 21:30, no posto de comando instalado no concelho vizinho de Arouca, o homem foi "entregue de imediato à Polícia Judiciária".

O responsável indicou que este incêndio, que deflagrou perto das 07:00, "já está bastante mais calmo", mas admitiu que o vento continua a dificultar as operações.

Jorge Gomes reiterou que há mão criminosa na origem do grande número de fogos que deflagraram hoje no país (mais de 300 após a meia-noite).

Este incêndio, no distrito de Aveiro, mantém duas frentes ativas hoje à noite, com 300 operacionais no combate às chamas, apoiados por 93 veículos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".