Idosa morta pelo filho após discussão

Foi o filho, de 57 anos, que pediu assistência. Já foi detido pela PJ

Uma idosa foi encontrada morta em casa na quarta-feira à noite, no Bairro da Pasteleira, no Porto. A mulher, de 77 anos, terá sido vítima de homicídio e o filho é o principal suspeito, informou à agência Lusa a PSP. O homem já foi detido pela PJ.

A polícia foi chamada ao local, cerca das 18:00, pelo suspeito, de 58 anos, que vivia com a mãe e pediu assistência. Segundo o comunicado da PJ, o homem "golpeou a vítima na zona do tórax e abdómen, com uma arma branca, provocando-lhe a morte".

No interior da casa, a PSP encontrou o corpo da mulher, com sinais visíveis de violência, "indiciadores da prática de homicídio", segundo a polícia,

O filho, que aparentava ter perturbações mentais, foi conduzido às instalações da Polícia Judiciária.

Segundo o JN, os vizinhos contam que a madrugada de quarta-feira ficou marcada por gritos no apartamento onde os dois viviam.

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.