Lactalis diz que Portugal não tem leite infantil contaminado com salmonela

França retirou do mercado vários leites infantis do grupo, mas Lactalis diz que pacotes afetados por salmonela não são comercializados em Portugal

A direção de comunicação do grupo Lactalis disse hoje à Lusa que Portugal não está na lista dos países em que foram comercializados pacotes de leite infantil em pó suspeitos de contaminação com a bactéria salmonela.

"Portugal não foi afetado porque os pacotes em causa não são comercializados em Portugal", disse à Lusa uma das responsáveis francesas da direção de comunicação do grupo Lactalis.

Este domingo, a empresa decidiu proceder a uma nova retirada de pacotes de leite para bebé em França, depois de ter sido feita uma primeira retirada a 02 de dezembro, por receios de contaminação com a bactéria salmonela.

Em causa, estão várias referências das marcas de leite em pó Milumel e Picot.

Segundo a agência Associated Press (AP), a empresa, uma das maiores do mundo neste segmento, disse ter sido avisada pelas autoridades de saúde em França de que 21 crianças tinham ficado doentes desde o dia 01 de dezembro.

A agência France Presse (AFP) noticia, por sua vez, que o governo francês anunciou no domingo a retirada massiva de leites infantis fabricados pelo grupo Lactalis, destinados a França e a mercados estrangeiros, devido a um risco de contaminação por salmonela.

De acordo com a lista publicada pelas autoridades francesas, a recolha afeta consumidores em vários países, incluindo o Reino Unido, Grécia, Marrocos, África do Sul, Peru, Colômbia, Paquistão, Bangladesh e China. Os Estados Unidos, o maior mercado da Lactalis, não são afetados, segundo a AP.

Estão também incluídos Argélia, Taiwan, Roménia e Geórgia, acrescenta a AFP.

O porta-voz da companhia Michel Nalet disse hoje à AP que a recolha "preventiva" recai sobre milhões de produtos feitos desde meados de fevereiro.

A retirada "abrange cerca de 7.000 toneladas de produtos fabricados" e potencialmente contaminados, afirmou a mesma fonte à AFP.

A bactéria salmonela causam intoxicações alimentares, além de gastroenterite benigna e outras infeções mais graves.

São particularmente perigosas em crianças pequenas, pessoas idosas ou com sistema imunitário débil.

A agência espanhola Efe noticiou, entretanto, que a Lactalis Nutricion Iberia retirou do mercado espanhol 28 lotes das suas formulas de leite em pó para lactantes dos seus produtos Damira (13) Sanutri (11) e Puleva (4), como medida de "precaução", face ao surgimento de vários casos de salmonela em França.

Em comunicado, a empresa sublinhou que em Espanha a Lactalis Nutricion Iberia não teve conhecimento de qualquer caso associado a estes lotes e que todas as análises realizadas até ao momento aos produtos comercializados no país "foram sempre negativas".

Apesar dos resultados, a empresa tomou a decisão por "precaução", uma vez que os lotes assinalados foram fabricados "na mesma linha de produção que os das marcas francesas afetadas".

As autoridades portuguesas ainda não se pronunciaram, o mesmo se passando com representação da empresa em Portugal.

Exclusivos