Assaltantes que explodiam caixas multibanco detidos

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de dois homens suspeitos de fazerem parte de um grupo responsável pelo furto de dinheiro em caixas multibanco, com recurso a arrombamento com utilização de explosivos.

Em comunicado, a PJ afirma que os dois detidos são presumíveis autores de "várias explosões em caixas multibanco, ocorridas entre agosto e outubro de 2016", em Coimbra, Condeixa-a-Nova e Maiorca (distrito de Coimbra), e em Alvaiázere, distrito de Leiria.

A investigação, a cargo da Diretoria do Centro da PJ, resultou numa operação policial, realizada na madrugada de quarta-feira na zona de Coimbra, "tendo em vista o completo desmantelamento do referido grupo criminoso" e que, de acordo com o comunicado, "permitiu reforçar os elementos probatórios já existentes".

Para além da detenção dos dois suspeitos - que depois de ouvidos por um juiz ficaram sujeitos a apresentações às autoridades duas vezes por semana - foram apreendidas peças de vestuário, calçado e telemóveis.

A investigação, tutelada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra, levou ainda à identificação de um terceiro homem, presentemente em prisão domiciliária pela prática de crimes contra a propriedade e que foi constituído arguido por suspeitas de fazer parte do mesmo grupo criminoso, cujos integrantes têm entre 20 e 35 anos.

Ler mais

Exclusivos