Estrela e Santos vão ter metro até 2021

Obra está avaliada em 215 milhões de euros

O Metro de Lisboa vai ter duas novas estações até 2021: na Estrela e em Santos, avança hoje o Público. Segundo o jornal, a obra está avaliada em 215 milhões de euros e inclui a ligação ao Cais Sodré. Campo de Ourique também faz parte dos planos do prolongamento, mas terá de aguardar financiamento.

O ministro do Ambiente, Matos Fernandes, confirmou ao Público que a decisão relativamente ao prolongamento da linha amarela do Metro de Lisboa está tomada, faltando apenas o estudo de impacto ambiental. Com duas opções em cima da mesa - prolongamento da linha amarela do Rato até ao Cais do Sodré ou prolongamento da linha vermelha de São Sebastião até Alcântara - ganhou a primeira.

A intenção de prolongar a linha vermelha mantém-se, mas falta financiamento. Por isso, de acordo com a mesma fonte, avalia-se apenas a possibilidade de ligar São Sebastião até Campo de Ourique, o que terá custos na ordem dos 200 milhões de euros. Para chegar a Alcântara, afirmou o ministro, seria necessário o dobro desse valor.

A estação do Cais do Sodré também vai passar por obras de forma a criar dois novos acessos ao metro e ao comboio.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...