EMEL vai passar a fiscalizar estacionamento 24 horas por dia, todos os dias

Mudanças foram anunciadas na comissão de mobilidade e segurança da Assembleia Municipal de Lisboa

A EMEL (Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa) vai começar a fiscalizar e multar 24 horas por dia, sete dias por semana, a partir de 2018. O objetivo principal é proteger as zonas reservadas a moradores e combater as infrações do código da estrada, como o estacionamento em cima de passadeiras e passeios.

De acordo com o site O Corvo, a medida foi confirmada pelo presidente do conselho de administração da EMEL, Luís Natal Marques, e o seu vogal, Jorge Manuel Oliveira, na comissão de mobilidade e segurança da Assembleia Municipal de Lisboa. "Em 2018 vamos começar a trabalhar 24 horas por dia", afirmou Jorge Manuel Oliveira.

A mesma publicação afirma que a data ainda está para definir, mas que poderá ser logo em janeiro.

A frota irá ser reforçada com veículos que possuem um equipamento de leitura ótica de matrículas e, de maneira a que os direitos dos moradores sejam respeitados, existirá um regime de exclusividade noturna, entre as 19:00 e as 9:00.

Devido às eleições, o plano de atividades, no qual se inclui o reforço da frota, só deverá ficar decidido no final do ano.

Fonte oficial da EMEL disse ao DN que a situação está em "estudo", mas que ainda não há "qualquer informação interna" que confirme a medida.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.