DGS recomenda vacina contra gripe e hidratação para fazer frente ao frio

IPMA prevê tempo frio e seco para os próximos dias. Em alguns distritos, as temperaturas mínimas já chegaram

A Direção-Geral de Saúde (DGS) recomendou hoje que as pessoas tomem a vacinas contra gripe e que mantenham o corpo quente e hidratado já que as temperaturas deverão descer nos próximos dias.

Numa nota hoje emitida, a DGS recorda que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê tempo frio e seco para os próximos dias, esperando-se temperaturas mínimas negativas em alguns dos distritos do país.

Por isso, a entidade de saúde recomenda à população que se vacine contra a gripe e que se proteja do frio, mantendo o corpo quente, através do uso de luvas, cachecol, gorro/chapéu, calçado e roupa quente e utilizando várias camadas de roupa.

Também é recomendada a ingestão de líquidos e sopas para manter o corpo hidratado e, no exterior, é recomendado cuidado com situações de queda.

Nas casas, a recomendação é que estas se mantenham quentes, alertando a DGS para a necessidade de verificar "se os equipamentos de aquecimento estão em condições de ser usados e o estado de limpeza da chaminé da lareira".

Nos casos de lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos de aquecimento a gás, é preciso "ventilar as divisões da casa", uma vez que "a acumulação de gases pode causar intoxicação ou morte".

Para as pessoas que tenham algum problema de saúde, a DGS recomenda a toma dos medicamentos "conforme a indicação" do médico e recomenda que não se tomem antibióticos "sem indicação médica" e que não se vá de "imediato para a Urgência Hospitalar", devendo antes recorrer à Linha Saúde 24 (808 24 24 24), ao 112 ou ao médico assistente.

No sábado, o IPMA lançou um aviso amarelo (o segundo numa escala de quatro) para os distritos de Bragança, Vila Real, Guarda e Aveiro até às 09:59 de segunda-feira, devido à "persistência de valores baixos de temperatura mínima".

Nos restantes distritos de Portugal continental, a temperatura mínima à noite será de um grau celsius em Beja, dois em Viana do Castelo, Porto e Castelo Branco e três em Aveiro e Portalegre.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.