DGS recomenda vacina contra gripe e hidratação para fazer frente ao frio

IPMA prevê tempo frio e seco para os próximos dias. Em alguns distritos, as temperaturas mínimas já chegaram

A Direção-Geral de Saúde (DGS) recomendou hoje que as pessoas tomem a vacinas contra gripe e que mantenham o corpo quente e hidratado já que as temperaturas deverão descer nos próximos dias.

Numa nota hoje emitida, a DGS recorda que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê tempo frio e seco para os próximos dias, esperando-se temperaturas mínimas negativas em alguns dos distritos do país.

Por isso, a entidade de saúde recomenda à população que se vacine contra a gripe e que se proteja do frio, mantendo o corpo quente, através do uso de luvas, cachecol, gorro/chapéu, calçado e roupa quente e utilizando várias camadas de roupa.

Também é recomendada a ingestão de líquidos e sopas para manter o corpo hidratado e, no exterior, é recomendado cuidado com situações de queda.

Nas casas, a recomendação é que estas se mantenham quentes, alertando a DGS para a necessidade de verificar "se os equipamentos de aquecimento estão em condições de ser usados e o estado de limpeza da chaminé da lareira".

Nos casos de lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos de aquecimento a gás, é preciso "ventilar as divisões da casa", uma vez que "a acumulação de gases pode causar intoxicação ou morte".

Para as pessoas que tenham algum problema de saúde, a DGS recomenda a toma dos medicamentos "conforme a indicação" do médico e recomenda que não se tomem antibióticos "sem indicação médica" e que não se vá de "imediato para a Urgência Hospitalar", devendo antes recorrer à Linha Saúde 24 (808 24 24 24), ao 112 ou ao médico assistente.

No sábado, o IPMA lançou um aviso amarelo (o segundo numa escala de quatro) para os distritos de Bragança, Vila Real, Guarda e Aveiro até às 09:59 de segunda-feira, devido à "persistência de valores baixos de temperatura mínima".

Nos restantes distritos de Portugal continental, a temperatura mínima à noite será de um grau celsius em Beja, dois em Viana do Castelo, Porto e Castelo Branco e três em Aveiro e Portalegre.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.