Criado teste para diagnosticar 17 doenças pelo sopro

O dispositivo alegadamente consegue diagnosticar doenças como alguns tipos de cancro quando ainda não há sintomas

Cientistas criaram um método que permitirá desenvolver um aparelho capaz de diagnosticar 17 doenças através do sopro. O dispositivo funciona como o teste do balão usado para medir a taxa de álcool no sangue mas será capaz de detetar doenças como a esclerose múltipla, a doença de Crohn, a doença renal, dois tipos de Parkinson e até cancros dos pulmões, do cólon e reto, da próstata e dos ovários.

"Um dos maiores desafios da era moderna dos diagnósticos é como detetar doenças quando ainda nos sentimos saudáveis", disse Hossam Haick, investigador do Instituto de Tecnologia de Israel que liderou a equipa de cientistas, segundo o Business Insider.

O dispositivo mostrou um nível de eficácia de 86% nos testes realizados a 1404 pacientes saudáveis e doentes, conforme o artigo publicado no ACS Nano.

A expiração contém nitrogénio, dióxido de carbono e oxigénio, mas também compostos químicos muito voláteis que variam conforme o estado de saúde do paciente. O diagnóstico é possível porque o dispositivo tem nano partículas inteligentes que medem a concentração destes compostos para perceber se os níveis estão de acordo com o desejável.

Esta ideia relembra os conselhos que Hipócrates dava aos alunos: "cheirem o bafo dos vossos pacientes". O pai da medicina dizia que um bafo doce ajudava a diagnosticar, por exemplo, a diabetes.

Os investigadores mediram as níveis químicos provocados por cada uma das 17 doenças e concluiu que todas têm uma concentração específica.

Para já, os cientistas querem desenvolver o dispositivo para melhorar os níveis de eficácia e realizar novos testes. Querem também analisar o modo como o aparelho funciona quando o paciente tem mais do que uma doença.

Ler mais

Exclusivos