Corpo de Samira foi autopsiado

A autópsia ao corpo de Samira foi concluída ao fim do dia de hoje, podendo ser levantado amanhã

Os técnicos do Instituto Nacional de Medicina Legal (INML) concluíram ao fim do dia de hoje a autópsia ao corpo de Samira, podendo ser levantado amanhã de manhã para a realização do funeral. A menina fazia quatro anos no sábado.

O corpo foi encontrado no domingo de manhã no mar da praia da Giribita, em Caxias, para onde a mãe as atirou fez ontem uma semana.

A autópsia a Viviane indicou que morreu por afogamento. Sónia Lima, a mãe, está em prisão preventiva no Hospital.prisão de Caxias e é acusada de dois crimes de homicídio qualificado.

Samira foi encontrada no mesmo dia em que se realizou o funeral da irmã, Viviane que completava dois anos em junho.

Também neste caso, será o pai, Nélson Ramos, a realizar as cerimónias fúnebres de Samira tal como aconteceu com Viviane que ficou sepultada no cemitério de Rio de Mouro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.