Cinco barras marítimas do continente encerradas a toda a navegação

Agitação marítima não permite navegação

As barras marítimas de Caminha, Vila Praia de Âncora, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e São Martinho do Porto estão fechadas a toda a navegação, informa hoje o portal da Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Segundo a página da AMN na internet, as barras de Aveiro, Figueira da Foz e Faro continuam condicionadas ao tamanho das embarcações.

As barras de Faro e Figueira da Foz continuam fechadas a embarcações de comprimento inferior a 10 e 11 metros, respetivamente, enquanto a de Aveiro está encerrada para embarcações com menos de 35 metros de comprimento.

As barras marítimas de Vila do Conde e Póvoa de Varzim passaram a estar encerradas a toda a navegação, depois de terem estado condicionadas durante a madrugada e manhã de hoje.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou hoje, por causa da agitação marítima, os distritos do litoral centro e sul em aviso laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro, e do litoral norte em aviso amarelo, o terceiro mais grave.

No litoral centro e sul, estão previstas, a partir do final da tarde de hoje, e até à madrugada de segunda-feira, ondas de noroeste com 5 a 5,5 metros de altura, podendo atingir 9 a 10 metros.

No litoral norte, estão previstas ondas de oeste-noroeste de 4 a 5 metros.

O aviso laranja significa "situação meteorológica de risco moderado a elevado", enquanto o amarelo representa "situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Exclusivos