Cientistas vão subir o Evereste para confirmar se encolheu

Expedição parte dentro de dois meses. Cientistas acreditam que sismo de 2015 pode ter feito Evereste perder até 2,5 cm

Uma equipa de cientistas indianos vai subir ao monte Evereste para esclarecer se encolheu depois do grande sismo que abalou o Nepal em 2015, matando milhares de pessoas e alterando a paisagem da cordilheira dos Himalaias.

Imagens de satélite tiradas depois do terramoto de magnitude 7,8 na escala de Richter levaram os cientistas a sugerir que o monte Evereste poderá ter perdido até 2,5 centímetros dos seus 8848 metros.

A expedição, anunciada pelo diretor do principal organismo geográfico da Índia, vai partir dentro de dois meses e os cinco cientistas que a integram vão passar cerca de um mês na montanha mais alta do mundo.

"Já passaram dois anos sobre o terramoto e a comunidade científica tem a certeza de que [o monte Evereste] encolheu", afirmou Swarna Subba Rao à agência indiana PTI.

Os cientistas acreditam também que o pior sismo a afetar o Nepal em 80 anos fez deslocar a capital do país, Katmandu, vários metros para sul.

Exclusivos