Cientistas explicam porque fica o coração do lado esquerdo

"Vias" de informação guiam as células durante o desenvolvimento embrionário num processo comum a todos os vertebrados

Por fora parecemos simétricos mas, no interior do nosso corpo, a disposição dos diferentes órgãos é bastante mais complexa. É este o ponto de partida de um estudo de investigadores do Instituto de Neurociências de Alicante e da Universidade Miguel Hernández, publicado na revista científica Nature, no qual se explicam os mecanismos que levam a que o coração se fixe do lado esquerdo do nosso corpo.

O processo, que foi confirmado pelos cientistas em diferentes vertebrados, baseia-se na capacidade que as células têm para se deslocarem, durante a fase de desenvolvimento do embrião, para se fixarem nos locais certos e darem origem aos órgãos.

No caso do coração, descrevendo o processo de uma forma muito simplificada, existe uma "via" de informação do lado direito que empurra as células do coração para o lado oposto do corpo.

Exclusivos