Camião arrasta carro na A1 ao longo de 100 metros

Condutor do automóvel ficou gravemente ferido

Um carro ficou preso à traseira de um camião, na A1, zona da Mealhada, e foi arrastado durante cerca de 100 metros. O condutor do automóvel ficou gravemente ferido.

A colisão ocorreu durante a tarde desta terça-feira, ao quilómetro 205 no sentido Norte-Sul. O automóvel é da marca Mercedes, modelo CLK 270, e foi bater na traseira de um camião da empresa Rações Zêzere, noticia o Jornal de Notícias.

"O automóvel ficou preso à traseira do camião e foi arrastado cerca de 100 metros na autoestrada", afirmou o comandante dos Bombeiros Voluntários da Mealhada, Nuno João, citado pelo JN.

Com a frente do Mercedes a ficar esmagada, o condutor, de 50 anos, teve de ser desencarcerado pelos bombeiros, sendo que oito operacionais foram mobilizados para auxílio da vítima. O homem foi levado para o Hospital Universitário de Coimbra.

A GNR está a supervisionar o trânsito, que nesta altura circula apenas por uma faixa da autoestrada.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...