Balões testam a tecnologia e ajudam na prevenção

Vários dos atuais e antigos estudantes do Instituto Superior Técnico que estão a participar no projeto do IST Nanosat estão ligados a um projeto mais antigo, ainda ativo, chamado Balua.

Como o nome sugere, esta é uma iniciativa que envolve balões. Mais concretamente o envio para a estratosfera de balões de grande altitude, equipados com tecnologia que os torna capazes de prestar auxílio em missões como a prevenção de incêndios, a vigilância costeira, estudos ambientais e fotografia profissional.

Estes balões controláveis de elevada altitude têm também constituído uma forma relativamente económica de fazer chegar à estratosfera projetos de vários parceiros portugueses, quer se trate de projetos de âmbito escolar, como o realizado em março deste ano com alunos dos Salesianos do Estoril, quer com fins publicitários e de marketing, como a parceria com o portal Landing Jobs, em abril do ano passado, que permitiu levar uma... sardinha até ao espaço.

Atualmente, os balões estão também a ser utilizados para apoiar o projeto Nanosat. Nomeadamente ao nível dos testes de equipamentos. Em abril deste ano, um balão foi enviado para o espaço de forma a testar um conjunto de componentes eletrónicas, desenvolvidas no Instituto Superior Técnico, que irão equipar o futuro satélite.

Os equipamentos revelaram-se todos funcionais e o balão aterrou em Évora.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Sociedade
Pub
Pub