As 'pontes' e os fins de semana prolongados de 2018

Três fins de semana prolongados e quatro promessas de 'ponte'. Já analisou o calendário para o próximo ano?

Está na hora de começar a preparar as férias para o próximo ano. À medida que o final de 2017 se aproxima, oferecemos-lhe o panorama geral dos feriados, 'pontes' e fins de semana prolongados que se podem esperar no próximo ano, para que comece já a organizar os períodos de descanso.

Dia 1 de janeiro de 2018 - o primeiro dos 13 feriados do ano - é segunda-feira, logo, oferece um fim de semana prolongado. O seguinte vem a 30 de março, sexta-feira, por ocasião da Sexta-Feira Santa.

No dia 25 de abril, menos sorte: o feriado assinala-se a uma quarta-feira.

Já o 1º de maio, Dia do Trabalhador, assinala-se a uma terça-feira, o que permitirá fazer 'ponte' e não trabalhar na segunda-feira anterior. Mais um potencial fim de semana de quatro dias vem logo no mesmo mês, com o feriado do Corpo de Deus, que se assinala a 31 de maio, quinta-feira.

Em junho, o Dia de Portugal vai calhar num domingo, enquanto que o dia da Assunção de Nossa Senhora, a 15 de agosto, se celebra numa quarta-feira.

Avançando até outubro, encontramos mais um fim de semana prolongado com o feriado da Implantação da República: o 5 de outubro calha numa sexta-feira. O 1º de novembro calha numa quinta-feira e traz a promessa de uma 'ponte'.

Em dezembro, menos sorte com os dois feriados a 1 e a 8, que calham num sábado, mas o dia de Natal, 25, vai cair numa terça-feira, abrindo a possibilidade de quatro dias de ócio que começam com o sábado anterior.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".