Apreendido leite cru com água oxigenada para disfarçar "má qualidade"

Foram apreendidos 830 litros de leite, que seria utilizado no fabrico de queijo, durante operação de fiscalização

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu 830 litros de leite cru e 40 litros de água oxigenada numa operação de fiscalização que durou dois meses. A água oxigenada era adicionada ao leite "para ocultar a má qualidade higiénica" do produto, que depois era utilizado no fabrico de queijo.

Num comunicado no site, a ASAE explica que as investigações "iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração". Análises ao leite transportado revelavam a "a adição de peróxido de hidrogénio, vulgo, água oxigenada".

A ASAE fiscalizou várias explorações pecuárias nos últimos meses com o objetivo de verificar as condições de armazenamento e transporte de leite cru e apreendeu leite e água oxigenada no valor de cerca de 800 euros.

Foi ainda instaurado um "processo por suspeita de crime contra a genuinidade, qualidade ou composição de géneros alimentícios, em concurso com infrações de natureza contraordenacional, nomeadamente o incumprimento dos requisitos de temperatura durante o processo de produção, recolha e transporte de leite cru e a falta de requisitos de higiene do leite".

O leite cruz é aquele que ainda não foi submetido aos processos de homogeneização e térmico (pasteurização ou UHT).

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.