Pai de Martim vai processar ex-mulher por negligência

Pai da criança de dois anos que desapareceu em Ourém e foi encontrado um dia depois vai pedir alteração da tutela

DN
GNR durante a operação de buscas que culminou com a descoberta de Martim, perto da casa da avó© PAULO CUNHA/LUSA

O pai de Martim, a criança que esteve desaparecida durante 25 horas em Ourém, vai processar a mãe do menino por negligência. A notícia foi avançada pela TVI, que falou com o advogado de Marco Teixeira, Lourenço Pinto.

A guarda de Martim tinha sido atribuída, na passada sexta-feira, a Sandrina Silva, que é agora alvo do processo movido pelo ex-companheiro. O advogado do pai da criança explicou ainda que Marco Teixeira vai pedir alteração da guarda de Martim, além da acusação de negligência.

"A regulação das responsabilidades parentais é uma palavra bonita. Guarda também o é, tutela também, mas é preciso que as pessoas que têm essa responsabilidade sintam que têm obrigações também", disse o advogado à estação de televisão.

Martim foi encontrado ontem, terça-feira, por militares da GNR, que o resgataram da mata num local a cerca de dois quilómetros da casa da avó, de onde desapareceu.