NASA inicia missão para analisar o interior de Marte

Estação espacial americana quer mapear o interior do planeta vermelho pela primeira vez

DN
Esboço da sonda InSight© REUTERS

O lançamento da nova missão da NASA, designada como InSight, acontecerá hoje. O foguetão com destino a Marte permitirá registar e analisar, pela primeira vez, o interior do planeta vermelho. Nesta inédita missão, a sonda levada a bordo do Atlas V irá escavar profundamente a crosta do planeta, possibilitando o estudo do núcleo interno do planeta Marte.

Esta análise ajudará a clarificar algumas questões que se prendem com a estrutura e composição do planeta. Em concreto, a missão ajudará a determinar a estrutura da crosta e o tamanho e estado físico do núcleo de Marte. As informações recolhidas permitirão também entender a formação do planeta e de outros planetas rochosos.

Para Bruce Banerdt, o investigador principal da InSight, esta missão "irá ajudar a preencher algumas lacunas na nossa compreensão do universo". Segundo Banerdt, o equipamento que será usado inclui um sismógrafo. Desta forma, a NASA será pioneira a detetar os meteoros que atingem a superfície do planeta Marte. Será possível medir não só a distribuição das atividades sísmicas como o impacto dos meteoritos.

No total, a estação espacial americana prevê um investimento de 813 milhões de dólares, 163 dos quais já investidos na construção do foguetão e nos serviços de lançamento.

Inicialmente agendada para março de 2016, esta missão foi adiada devido a problemas técnicos relacionados com a sonda responsável por traçar um retrato da estrutura interna de Marte. Volvidos dois anos, o lançamento deste foguetão - o primeiro a partir da costa Oeste dos Estados Unidos - irá acontecerá na Califórnia, às sete da manhã (hora local). De acordo com as previsões da agência espacial americana, a viagem demorará sete meses, num total de 485 milhões de kms. A chegada está prevista para 26 de novembro sendo que as pesquisas em Marte deverão ocorrer ao longo dos próximos dois anos.