Criança de dois anos hospitalizada após acidente em piscina

Menino foi levado em braços por familiares para o hospital de Póvoa de Lanhoso

Um menino de dois anos foi hoje transferido do Hospital da Póvoa de Lanhoso para o de São João, no Porto, "inconsciente", na sequência de um acidente numa piscina, disse à Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários daquela localidade.

Segundo a referida fonte, os operacionais foram acionados às 10:09 para fazerem o transporte inter-hospitalar da criança "que estava inconsciente".

"Fomos chamados às 10:09 para fazer o transporte da criança, que terá sido levada para o Hospital [da Póvoa de Lanhoso] por familiares, explicou a fonte nos bombeiros.

Contactada pela Lusa, fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) referiu que foi pedido pelo hospital da Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, "apoio diferenciado" para uma criança de dois anos "em paragem cardiorrespiratória por afogamento".

A vítima "foi transportada para o Hospital de S. João pelo INEM em estado grave", acrescentou a mesma fonte.

Fonte da unidade hospitalar da Póvoa de Lanhoso confirmou à Lusa a entrada da criança "trazida pela família em braços".

No local estiveram a VMER de Braga e os bombeiros locais.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter esclarecimentos do Hospital de São João sobre o estado da criança.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.