Incêndios. Seis distritos de Portugal continental em alerta laranja

Com vários incêndios ativos em território continental, comandante da Proteção Civil deixa alertas e pede responsabilidade à população. "Situação é complexa", admitiu.

Seis distritos de Portugal continental vão estar em alerta laranja, o segundo mais elevado, a partir de sexta-feira devido ao risco elevado de incêndio florestal, anunciou esta quinta-feira a Proteção Civil.

Viseu, Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco e Santarém são os seis distritos, disse o comandante Nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, adiantando que os restantes 12 distritos estarão em alerta amarelo, o terceiro mais elevado.

Por causa do risco acrescido de incêndios florestais, devido ao calor extremo, Portugal continental vai estar em estado de alerta entre as 00h00 de sexta-feira e as 23h59 de 15 de julho.

Segundo a Proteção Civil, o alerta laranja corresponde a situação de perigo, com condições para a ocorrência de fenómenos invulgares que podem causar danos a pessoas e bens, colocando em causa a sua segurança.

Durante este período, o dispositivo de combate a incêndios será reforçado com 535 bombeiros que estarão nas zonas com maior probabilidade de haver danos causados por ignições.

André Fernandes referiu ainda que haverá maior vigilância e capacidade de intervenção por parte da GNR e de elementos do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas. O responsável pediu às pessoas para que tenham comportamentos adequados como evitar fazer fogueiras para que se possa ter "um nível de ignição o mais reduzido possível".

A Proteção Civil advertiu que "a situação é complexa devido às elevadas temperaturas", mencionando que ao final da tarde de hoje quatro incêndios florestais estavam ativos em Sever do Vouga, Ourém, Carrazeda de Ansiães e Guarda, que mobilizavam 1045 operacionais e vários meios aéreos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG