Fogo em Castelo de Paiva obriga ao corte de duas estradas

No local estão 350 operacionais

Um incêndio em Castelo de Paiva com duas frentes ativas obrigou esta quinta-feira ao corte de duas estradas, uma nacional e uma municipal, indicou fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Em causa estão a Estrada Nacional entre Castelo de Paiva e Arouca, distrito de Aveiro, e a Estrada Municipal que liga o lugar da Ladroeira a Santo Adrião e Arouca.

"Os meios estão posicionados e são duas frentes ativas. Uma das frentes a evoluir favoravelmente e outra, mais a sul, que está ativa e com meios concentrados a atuar. Não foi nenhuma aldeia evacuada", referiu Patrícia Gaspar, adjunta nacional de operações da Proteção Civil.

Antes, cerca das 18:30, a mesma fonte tinha descrito que os meios estavam posicionados nas localidades do Alto de Milheiro, Vale da Mota e Ladroeira, situadas na linha de progressão do incêndio.

O fogo está ativo desde as 16:57 e no local estão 350 operacionais, apoiados por 93 meios terrestres e nove meios aéreos, indica a página de Internet da ANPC, consultada cerca das 20:00.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG