Presumível autor de fogo em Vale de Cambra apanhado em flagrante

O homem foi entregue à Polícia Judiciária

As autoridades detiveram em flagrante delito o presumível autor do incêndio florestal que deflagrou hoje de manhã em Vale de Cambra, disse o secretário de Estado da Administração Interna.

Segundo Jorge Gomes, que falava à RTP perto das 21:30, no posto de comando instalado no concelho vizinho de Arouca, o homem foi "entregue de imediato à Polícia Judiciária".

O responsável indicou que este incêndio, que deflagrou perto das 07:00, "já está bastante mais calmo", mas admitiu que o vento continua a dificultar as operações.

Jorge Gomes reiterou que há mão criminosa na origem do grande número de fogos que deflagraram hoje no país (mais de 300 após a meia-noite).

Este incêndio, no distrito de Aveiro, mantém duas frentes ativas hoje à noite, com 300 operacionais no combate às chamas, apoiados por 93 veículos.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.