Homem acusado por abusar sexualmente de duas filhas da companheira

Procuradoria Regional do Porto indica que o arguido abusou sexualmente das duas filhas da companheira quando esta "se ausentava para trabalhar". No caso de uma das crianças, os abusos iniciaram-se quando tinha menos de 14 anos

Um homem de Matosinhos abusou sexualmente de duas filhas da companheira aproveitando ocasiões em que as crianças ficavam ao seu cuidado para a mulher trabalhar, acusa o Ministério Público (MP), em despacho divulgado pela Procuradoria Regional do Porto.

"De acordo com os indícios recolhidos, o arguido abordou múltiplas vezes cada uma das duas filhas da companheira, sujeitando-as a atos sexuais de relevo, aproveitando a circunstância de as crianças terem passado a fazer parte do agregado familiar e de ficarem frequentemente entregues aos seus cuidados, quando a mãe se ausentava para trabalhar", sintetiza a Procuradoria em nota publicada na sua página de Internet e consultada hoje pela agência Lusa.

No caso de uma das crianças, os abusos iniciaram-se quando tinha menos de 14 anos.

Segundo o despacho, o homem está também acusado por agredir, insultar e humilhar a mulher e as menores em factos que ocorreram entre 2014 e 2018/2019, na residência da família, em São Mamede de Infesta, naquele concelho do distrito do Porto.

Para além da penalização criminal, O MP formulou pedidos de reparação das três vítimas de 3000 euros (mulher), 5000 e 7500 (cada uma das crianças).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG