Heroína leva mais gente aos hospitais

Relatório anual de 2015 sobre "drogas e toxicodependências" revela que foram distribuídas e trocadas mais de um milhão de seringas

A heroína é a droga mais utilizada por utentes "com problemas relacionados com o uso de drogas", revela o relatório anual de 2015 sobre "A situação do país em matéria de drogas e toxicodependências". Entre os novos utentes "em ambulatório" a droga mais utilizada foi a canábis (51%).

O relatório regista que se verifica "uma tendência de aumento nas proporções de utentes que referem a canábis e a cocaína como drogas principais", mas ao mesmo tempo voltou a aumentar "entre 2014 e 2015 do número de novos utentes com heroína como droga principal".

Segundo o relatório, "em 2015, as prevalências dos consumos recentes de droga injetada variaram entre 3% e 27% nos utentes das diferentes estruturas". Aqueles que partilharam material deste tipo de consumo "variaram entre 8% e 37% nos subgrupos de injetores das diferentes estruturas".

O relatório documenta que na redução de riscos e minimização de danos nota que, no ano de 2015, "foram distribuídas/trocadas 1 004 706 seringas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG