Grupo de taxistas atacou um carro alegadamente da Uber

O carro levou pontapés e foi atirada uma pedra que partiu o vidro traseiro

Um grupo de taxistas atacou um carro alegadamente da Uber que estava a chegar ao aeroporto de Lisboa, esta segunda-feira de manhã. O carro levou pontapés e foi atirada uma pedra que partiu o vidro traseiro. Só a escolta da polícia permitiu ao carro chegar ao aeroporto.

O Corpo de Intervenção Rápida da Polícia que estava na Rotundo do Relógio, depois de alguns confrontos entre manifestantes e polícias, desceu a rampa para se juntar às brigadas de Intervenção Rápida da PSP que já estavam no local.

Milhares de taxistas concentram-se hoje em Lisboa num protesto contra plataformas de transportes de passageiros como a Uber ou a Cabify, numa manifestação que os deve levar até à Assembleia da República, mas que, por enquanto, ficou parada na zona do aeroporto, de onde os taxistas dizem que não arredam pé. Os representantes do setor foram reunir-se de urgência no ministério do Ambiente.

Exclusivos