Funcionários do aeroporto de Lisboa suspeitos de roubarem bagagens

Os trabalhadores do serviço de 'handling' de bagagens são suspeitos de furtarem objetos de valor e dinheiro

Vários funcionários do serviço de 'handling' foram indiciados, no âmbito de uma operação da PSP, por furto de bagagens de porão, no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, informou hoje esta força de segurança.

Segundo o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, na operação, denominada "Porão Limpo", desencadeada na quinta-feira, foram indiciados vários funcionários dos serviços de bagagem e dois outros cidadãos que não exercem qualquer função no aeroporto.

Em comunicado, a PSP adianta que os suspeitos, durante as ações de carga ou descarga de bagagem de porão, aproveitavam para furtar, "de forma reiterada e discreta, objetos acessíveis e facilmente dissimuláveis, para posteriormente os retirar das zonas restritas de segurança".

Equipamentos eletrónicos, joias, relógios, óculos e valores monetários eram os objetos preferenciais de furto

Na mesma operação, foram ainda detidos cinco homens, com idades entre os 27 e os 50 anos, pelos crimes de tráfico de estupefacientes de menor gravidade e detenção de arma proibida.

A operação envolveu 965 buscas, das quais 31 foram buscas domiciliárias e 934 buscas não domiciliárias.

No total, a PSP apreendeu 23.230 euros, 195 relógios, 141 munições, 70 doses de haxixe, 58 pares de óculos, 17 carteiras, duas máquinas para derreter metal e duas armas de fogo.

Equipamentos eletrónicos, malas de viagem de marcas conceituadas, artigos em ouro e equipamento de transporte de 'catering' e bebidas foram também apreendidos durante a operação realizada pela divisão de segurança aeroportuária da PSP e pela divisão de investigação criminal daquela polícia.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência.

O inquérito relativo à operação "Porão Limpo", dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, teve início há cerca de nove meses.

Tendo em conta o sucedido, a PSP alerta para a necessidade de os passageiros utilizarem malas de bagagem com fechaduras, cadeados ou códigos de abertura, com ponto de fecho fixo, e para os artigos não serem colocados nas bolsas exteriores da bagagem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG