Estudo: faz-se mais sexo no Natal

E é por isso que há mais bebés a nascer em setembro nos países ocidentais do hemisfério Norte. As conclusões são de uma investigação publicada na Scientific Reports

"Amor em tempos de festa" é o título do comunicado de imprensa sobre o estudo publicado nesta quinta-feira na revista Scientific Reports que aponta esta quadra festiva como a altura em que homens e mulheres fazem mais sexo.

Uma equipa de investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) e da Universidade de Indiana, nos EUA, debruçou-se sobre os padrões de reprodução humana e chegou à conclusão de que "os ciclos de reprodução humana são guiados pela cultura e coincidem com estados de espírito coletivos".

Nascem mais bebés em setembro nos países do hemisfério Norte porque é o nono mês após as épocas festivas do Natal e passagem de ano. A ciência garante que este é mesmo o período fértil em cada ano.

"Até agora pensava-se que o pico nas conceções se devia a uma adaptação biológica aos dias curtos e frios de inverno, uma vez que nos países do Norte o solstício de inverno ocorre em dezembro. Contudo, a inexistência de dados precisos de diferentes partes do mundo não permitia testar esta hipótese", refere ainda o comunicado do Instituto Gulbenkian de Ciência.

Exclusivos