Devolveu livro com 67 anos de atraso. E nem foi multada

Biblioteca pública da Nova Zelândia recebeu esta semana um livro que tinha sido alugado em 1948

A data do carimbo é bem visível na publicação de Twitter em baixo: o livro "Myths and Legends of Maoriland", de A.W Reed, devia ser devolvido à Biblioteca Epsom, em Auckland, até ao dia 17 de dezembro de 1948. A partir daí, começava a contar a multa.

A obra de facto voltou ao local de origem, mas com algum atraso: 67 anos depois da data estipulada.

A leitora que fez questão de devolver o que não era seu desfez-se em desculpas. Era criança quando alugou o livro e pouco depois mudou-se, levando a obra nas malas.

Agora, apercebendo-se do que aconteceu, resolveu dar o seu a seu dono. Mesmo arriscando pagar uma multa...

A administração da biblioteca, no entanto, teve em atenção que se tratou de um caso excepcional. E como o livro está em particular bom estado, decidiu não cobrar a sanção prevista.

Se tivessem seguido as normas à risca, o caso teria saído caro. O Yahoo fez as contas, partindo das coimas previstas no próprio impresso da biblioteca: 24.604 dias fora do prazo equivaleria a uma multa de 102,5 libras (a Nova Zelândia passou para o dólar apenas em 1967). O que, de acordo com o calculador de inflação oficial, equivaleria a 7300 dólares neozelandeses. Ou seja, 4474 euros!

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG