Detidos quatro homens por rapto em Oeiras. Vítima foi alvo de "violentas agressões"

Os factos remontam a maio e tiveram início no concelho de Oeiras, tendo a vítima sido transportada para uma zona na cidade do Entroncamento onde terá sido mantida sequestrada durante várias horas e sujeita a "violentas agressões". Foi, depois, deixada à porta de um hospital em Lisboa.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve quatro homens pela prática de crimes de rapto e ofensas à integridade física qualificadas de uma pessoa que terá sido raptada em Oeiras, agredida e deixada à porta de um hospital em Lisboa.

Em comunicado, a PJ explica que os factos remontam a maio e tiveram início numa localidade do concelho de Oeiras, tendo a vítima sido transportada para uma zona na cidade do Entroncamento onde terá sido mantida sequestrada durante várias horas e sujeita a "violentas agressões".

"Na sequência das agressões infligidas, a vítima seria libertada pelos raptores durante a madrugada e deixada à porta de uma unidade hospitalar de Lisboa", acrescenta a PJ.

A operação, que decorreu no âmbito de um inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Oeiras, envolveu vários mandados de busca domiciliária, além dos quatro mandados de detenção.

Os quatro detidos têm todos antecedentes criminais e serão agora sujeitos a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal de Cascais, para aplicação das medidas de coação adequadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG