Detidos dois homens suspeitos de matarem sem-abrigo em Loulé

Suspeitos viviam dentro de viaturas estacionadas no local do crime

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois homens suspeitos de terem matado, há duas semanas, um sem-abrigo num terreno junto ao Estádio Municipal de Loulé, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a PJ adianta que os suspeitos, entre o final da tarde do dia 05 e a manhã do dia 06 de abril do corrente ano, "estrangularam e saltaram em cima do corpo de um homem, provocando lesões que lhe determinaram a morte".

Os arguidos e a vítima, de 54 anos de idade, não tinham ocupação laboral definida, viviam dentro de viaturas estacionadas no local e na origem crime terá estado uma discussão entre os três, refere a PJ.

Os detidos, de 44 e 45 anos, vão agora ser presentes às autoridades judiciárias para aplicação de eventuais medidas de coação.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.