Detido em flagrante quando se fazia passar por responsável da câmara para burlar empresário

O suspeito, residente em Montemor-o-velho, tinha "exigido" ao empresário "cerca de três mil euros em dinheiro"

A PSP de Viana do Castelo deteve em flagrante um homem de 50 anos que se fez passar por responsável da Câmara local para tentar burlar um empresário do setor logístico, informou hoje fonte do comando policial do distrito.

Contactado pela agência Lusa, o segundo comandante da PSP de Viana do Castelo, Raul Curva, explicou que suspeito, residente em Montemor-o-velho, tinha "exigido" ao empresário "cerca de três mil euros em dinheiro", uma verba que seria "contrapartida" por um contrato de investimento celebrado com a autarquia.

Segundo a fonte, a detenção ocorreu num hotel da cidade, "onde o homem foi levantar o dinheiro que tinha pedido ao empresário". A entrega de dinheiro, revelou Raul Curva, ocorreu na quarta-feira, tendo sido previamente combinada entre responsáveis da Esquadra de Investigação Criminal da PSP e o empresário.

Aquele responsável adiantou que "a burla foi montada na sequência das notícias vindas a público, na semana passada, após anúncio, pela Câmara de Viana do Castelo, de um investimento de dois milhões de euros que a empresa em causa irá efetuar na ampliação das suas instalações situadas numa zona empresarial do concelho.

A polícia apreendeu uma viatura e dois telemóveis ao suspeito, que foi presente a tribunal e ficou sujeito à medida de coação mínima, o Termo de Identidade e Residência (TIR).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG