Custou 11 euros e agora foi vendido por 756 mil. Era mesmo um diamante a sério

Em 1980 alguém, que não quer revelar a sua identidade, comprou a jóia por 11 euros, pensando tratar-se de pechebeque. Uma avaliação casual permitiu ao dono da pedra ficar milionário

Um diamante comprado por 11 euros aleatoriamente num mercado inglês, estilo Feira da Ladra, foi vendido esta quinta-feira em leilão por 756 mil euros.

A expectativa inicial era de que a joia pudesse valer cerca de 400 mil euros, contudo, o leilão levado a cabo pela leiloeira Sotheby's acabou por ser licitada quase pelo dobro.

A compra original deu-se no longínquo ano de 1980 na zona oeste de Londres, porém, o proprietário via o diamante apenas como uma pedra "excecionalmene dimensionada" e ignorava, pois então, que usou durante anos a fio uma joia de 26 quilates.

Pensa-se que a pedra remonta ao século 19 e antes do leilão o responsável pelo departamento de joalharia de London House, Jessica Wyndham, referiu que "o anel tinha boa aparência apesar do desgaste provocado pelo uso quotidiano do proprietário, que desconhecia, por completo, o valor da pedra".

A casualidade fez com que o proprietário da pedra, que não quis ser identificado, aumentasse a sua conta bancária. Um dia o dono da joia pediu a sua avaliação e o avaliador garantiu que a mesma podia ser valiosa.

A Soteby's nesta quarta-feira leiloou também um diamante usado pela antiga primeiro-ministro inglesa, Margaret Thatcher, no dia em que renunciou ao cargo.

Este diamante acabou por ser licitado por 93 mil euros, que reverteram, na totalidade, para instituições de solidariedade social.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG