Cidadão hondurenho morre atropelado no concelho de Odemira

O Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação do Destacamento de Trânsito de Beja da GNR está a averiguar as circunstâncias em que ocorreu o atropelamento.

Um homem de 26 anos, de nacionalidade hondurenha, foi esta segunda-feira atropelado mortalmente por um automóvel, perto de São Teotónio, no concelho de Odemira, distrito de Beja, revelaram fontes da Proteção Civil e da GNR.

Fonte do Comando Territorial de Beja da GNR indicou à agência Lusa que o atropelamento, para o qual foi dado o alerta por volta das 06:30, ocorreu na Estrada Municipal (EM) 502-2, perto de São Teotónio, Odemira.

Segundo a mesma fonte, o atropelamento aconteceu depois de um primeiro acidente entre dois automóveis e quando os ocupantes dos carros envolvidos se encontravam fora das viaturas.

Foi "uma terceira viatura que causou o atropelamento", adiantou a fonte da GNR, precisando que a vítima mortal é um cidadão hondurenho com 26 anos, ocupante de uma das viaturas envolvidas no primeiro acidente.

O Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito de Beja da GNR está a averiguar as circunstâncias em que ocorreu o atropelamento, acrescentou.

As operações de socorro mobilizaram os Bombeiros de Odemira, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a GNR, num total de sete operacionais, apoiados por três veículos, incluindo uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG