Bill Gates: o génio da Microsoft faz hoje 60 anos

Atualmente conselheiro tecnológico da empresa que fundou, quando tinha apenas 19 anos, Gates é também um dos maiores filantropos da história. O sucesso de homem tímido e persistente

Desde que começou a ler este texto, Bill Gates já ganhou mais 500 dólares. Hoje, dia em que completa 60 anos, o magnata que fundou a Microsoft já terá no bolso mais 20 milhões de dólares, a média do que ganha em cada dia, um ritmo que justifica a sua presença constante no topo dos homens mais ricos do mundo nas últimas duas décadas. A sua carreira extraordinária tornou-se uma fonte inesgotável de riqueza: este ano continua no topo com 71,9 mil milhões de euros, segundo a Forbes. Visionário, rebelde na juventude, com uma forma estranha de interagir socialmente, William Henry Gates III torna-se sexagenário esta semana. É um marco na vida daquele a quem chamam o Harry Potter da tecnologia, o que não é só por causa dos óculos e da franja; Bill Gates transformou para sempre a vida das pessoas. Primeiro com software. Agora com filantropia.

"Tenho um grande arrependimento. Deixei Harvard sem consciência da terrível iniquidade no mundo, as disparidades pavorosas na saúde, riqueza e oportunidade que condenam milhões de pessoas a viver vidas de desespero", disse Gates num famoso discurso perante os formandos de Harvard, em 2007.

Leia mais na ediçao impressa ou no e-paper do DN