Asteróide passou perto da Terra horas depois de ser descoberto

O 2018 GE3 passou a menos de meio caminho entre o planeta e Lua. Terá entre 48 e 110 metros de diâmetro

Um asteroide que passou a cerca de 192 mil quilómetros da Terra e cujo diâmetro estará entre os 48 e os 110 metros, foi visto por astrónomos da NASA, a partir do Arizona, EUA, nas primeiras horas do último sábado e, menos de 24 horas depois, estava a passar a menos de meio caminho entre a superfície do planeta e a Lua.

Explica o cnet que é comum asteroides serem identificados pela primeira vez já relativamente perto da superfície da Terra, mas o 2018 GE3 - nome dado ao asteroide - está entre os maiores rochedos espaciais que já estiveram tão "perto" do planeta.

Algumas vezes por semana, um asteroide fica mais perto da Terra do que a distância a que está a Lua, mas costumam ser do tamanho, na maior das hipóteses, de um autocarro ou uma casa, refere o mesmo site.

"Estes objetos menores só são detetados quando estão relativamente perto da Terra. Do ponto de vista humano é um acaso quando se descobrem tais objetos próximos do planeta", explicou o astrónomo alemão Manfred Gaida, segundo o Terra.

Se o 2018 GE3 foi visto menos de um dia antes de passar à referida distância da Terra, o mesmo não aconteceu com o Apophis, que vai passar mais perto da Terra do que muitos satélites construídos pelo homem. Poderá ser dez vezes maior do que o 2018 GE3.

É o segundo fenómeno do género este ano. A 9 de fevereiro, o 2018 CB, com um diâmetro calculado entre 20 e 40 metros, passou ainda mais perto do que o 2019 GE3 - 64,5 mil quilómetros -, mas foi descoberto vários dias antes de passar próximo da Terra.

Exclusivos