Fornecimento de energia elétrica reposto em Portugal

O serviço de fornecimento de energia elétrica em Portugal foi reposto, revela em comunicado a E-REDES, sublinhando estar em regime de funcionamento normal.

DN com Lusa
© Pedro Correia/Global Imagens

"Na sequência do problema registado esta tarde, com origem na rede elétrica europeia, a E-REDES informa que o serviço de fornecimento de energia já foi reposto, encontrando-se a rede em regime de funcionamento normal", lê-se na informação atualizada enviada à agência Lusa.

Um problema no fornecimento de eletricidade na Europa atingiu durante a tarde vários países, entre os quais Portugal, onde vários concelhos, de Norte a Sul, sofreram um "apagão".

Os cortes afetaram igualmente o serviço 112, que ficou sem funcionar hoje à tarde, em alguns distritos do país, estando já a operar plenamente, disse a PSP à Lusa.

O porta-voz da PSP, Nuno Carocha, disse que "o sistema de redundância [do 112] não funcionou em pleno", por motivo desconhecido, que está a ser averiguado.

"Alguns distritos ficaram sem resposta pelo sistema 112 durante uma janela temporal que estamos a analisar", afirmou, sublinhando que, neste momento, todo o número de emergência 112 está a "funcionar normalmente".

O número de emergência é gerido pela PSP e as chamadas são atendidas pelos centros que efetuam a triagem e encaminhamento para as forças de segurança, INEM e bombeiros.

Fonte do Ministério das Infraestruturas e da Habitação disse à Lusa que "apenas no Algarve se registaram alguns constrangimentos, numa subestação entre Lagos e Tunes". "De resto, a nível nacional não houve mais impactos", acrescentou.

Contactos efetuados pela Lusa identificaram, no entanto, cortes de energia, de "cerca de meia hora" em localidades da Região Oeste, da Região Centro e na região de Lisboa, que tiveram início "pouco antes das 16:00".

Segundo o Jornal de Notícias, foram atingidos pelo "apagão" localidades como as de Vila Praia de Âncora, Fafe, Vila Nova de Famalicão, Guimarães, Braga, Trofa, Santo Tirso, Paços de Ferreira, Felgueiras, Lousada e Penafiel, a Norte, Loures, Sintra, Parede, Setúbal, Sesimbra e Lagoa, a Sul.

Os cortes de energia, que afetaram centenas de milhar de pessoas em diversas regiões de França, Espanha e Portugal, terão tido origem em avarias em linhas de alta tensão de Espanha e França.

Uma avaria na linha de "muito alta tensão de 400.000 volts" da Rede Elétrica Espanhola provocou um apagão que afetou centenas de milhar de pessoas em toda a Espanha, de acordo com as empresas Iberdrola e Endesa.

Também em França, a Costa Basca foi afetada por cortes de energia ao longo da tarde, de acordo com relatos de 'media' locais, que noticiam apagões desde Hendaye até Bayonne e afetam outras centenas de milhares de pessoas.

Na Borgonha, cerca de 25.000 casas ficaram sem energia, depois de fortes tempestades que afetaram a região, segundo os 'media' locais.

Os 'apagões', que também afetaram vários concelhos em Portugal, ocorreram desde o início da tarde abrangendo seletivamente regiões da Península Ibérica e também de França.

Em Espanha, entre as comunidades autónomas mais afetadas estão Madrid, Catalunha, Andaluzia, Aragão, Navarra, País Basco, Castela e Leão, Extremadura e Múrcia.

A E-REDES informou inicalmente que, "na sequência de um problema registado hoje na rede elétrica europeia, a rede nacional foi afetada, tendo sido necessário proceder, por indicação da REN, a uma interrupção de serviço nalgumas zonas específicas para garantir a estabilidade da rede".